Postado por admin em 09/dez/2014 - Sem Comentários

A Perseguição de uma educação americana, australiana, neozelandesa, canadense, inglesa entre outras, tem se tornado a meta dos mais jovens em todo o mundo. Todos os anos estrangeiros vão para o exterior estudar inglês e conseguir seus MBAs ou PhDs, depois de um bacharel em diversas áreas de estudo. Para muitos, a oportunidade de estudar fora é a chance de se manterem no país escolhido e trabalhar em várias empresas a fim de adquirir habilidades profissionais, além do idioma.

Estudar no exterior, entretanto, não é tão fácil como muitos imaginam. Muitos estudantes necessitam de tempo para uma boa adaptação, sofrendo muitas vezes o tão conhecido “homesick” (saudade de casa) e assim retornam para casa depois de ter investido seus recursos financeiros. Muitos desses estudantes desperdiçam parte do dinheiro que eles juntaram para poder estudar, em contas de telefone e em uma miscelânea de itens que não eram para esse fim. Há de se levar em conta que as Universidades não orientam os estudantes nessas dificuldades a fim de prepará-los para esses eventuais problemas. Alguns estudantes adquirem alergias devido à alimentação, algumas vezes o choque cultural e algumas diferenças se tornam difíceis de lidar. É importante contratar os serviços de uma agência de sua confiança, para ter uma boa orientação. Há muitos casos em que o estudante compra o curso pela internet, sem a garantia de um profissional da área e quando chega ao destino escolhido não encontra o que ele estava esperando.

O que a maioria dos estudantes procuram é o reconhecimento. Quando você tem um certificado de uma Instituição Internacional, isso certamente enriquece seu currículo e as empresas verão muitas vantagens em você. Não somente pelo fato de você falar outro idioma, mas pelo fato de você ter tido a coragem de deixar o conforto de seu lar e país para vivenciar diferentes estilos de vida e cultura. Eles verão em você a pessoa certa para enfrentar os desafios que a empresa dele está necessitando.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!